"A musealização do setor elétrico em São Paulo: construção de perspectivas para as usinas hidrelétricas" - Marília Xavier Cury e Mirian Midori Peres Yagui

Membro há

1 ano 6 meses
Tipo de Produção
Produção Acadêmica
Publicado na revista Labor & Engenho, v.9, n.1, 2015. Por Marília Xavier Cury e Mirian Midori Peres Yagui. Resumo: A preservação do patrimônio industrial mobiliza a Europa e Estados Unidos após 1950. O Brasil sofre essa influência, há setores profissionais e acadêmicos atentos à questão, entretanto com menos realizações efetivas devido a deficiências na legislação e políticas públicas para a preservação do patrimônio material. Internacionalmente a preservação ocorre com mais ênfase e a valorização decorre da demanda para um uso público do patrimônio in situ. No presente artigo, apresentam-se iniciativas de preservação e musealização do patrimônio industrial do setor elétrico e proposições que discorrem sobre o potencial de musealização das usinas hidrelétricas criadas entre 1890 e 1960 em São Paulo, como contribuição às discussões para intervir nas políticas preservacionistas e museais. Como resultado parcial do eixo Musealização do projeto Eletromemória, abordam-se questões referentes a coleções museológicas em cidades nas cercanias das usinas estudadas, a reflexão sobre a Rede Museu da Energia e apresenta-se um exercício sobre a musealidade das usinas, para a problematização de um espectro patrimonial tão relevante e complexo, mas tão pouco considerado até o momento. Palavras-chave: Nova Museologia, musealização do setor elétrico, museus paulistas, museus da energia, comunicação museal, valorização do patrimônio industrial.
Imagem